CTeSP

Maiores de 23 anos com aprovação na prova de avaliação de capacidade de frequência do ensino superior.

Candidatura

​A inscrição e a realização das provas de ingresso constituem cumulativamente, candidatura aos CTeSP do IPMAIA devendo aquelas demonstrar que os candidatos possuem capacidade para a frequência dos mesmos.

Edital - Provas de Ingresso para Maiores de 23 Anos Não Titulares de Habilitações de Acesso ao Ensino Superior

 

1ª Época Candidaturas -  2017/2018
 Inscrição nas provas de ingresso: até 12 de maio de 2017
Realização das provas de ingresso: 01 de junho a 16 de junho 2017
 Provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos Resultados Acesso ao Ensino Superior
2ª Época Candidaturas - Calendário 2017/2018
 Inscrição nas provas de ingresso: até 19 de junho de 2017
Realização das provas de ingresso: 04 de julho a 15 de julho 2016                                        
3ª Época Candidaturas - Calendário 2017/2018
 Inscrição nas provas de ingresso: até 18 de agosto de 2017 
 Realização das provas de ingresso: 01 de setembro a 12 de setembro de 2017                                           

Provas de Ingresso - Boletins de Inscrição

 
Boletim de Inscrição
 
Boletim de Inscrição

Candidatura - Documentos a entregar

 
Boletim de Candidatura
Serviços administrativos do IPMAIA
 
Curriculum Vitae
Académico e Profissional
 
Cartão de cidadão
ou Bilhete de Identidade e Cartão de Contribuinte
Respetiva fotocópia
 
Certificado de Habilitações
Original ou cópia autenticada
(da habilitação completa anterior)
 
Fotografia
Tipo Passe
Candidaturas Maiores 23 anos

Cidadãos nacionais e estrangeiros* com 23 anos feitos até 31 de dezembro do ano que antecede a candidatura e que não possuam habilitação de acesso para o curso pretendido. A candidatura pressupõe aprovação nas provas de ingresso que são válidas para o ano letivo em que se realizam e nos dois anos letivos subsequentes.

* não abrangidos pelo Estatuto de Estudante Internacional

Podem inscrever-se para a realização das provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência dos cursos superiores os candidatos nacionais e estrangeiros* que completem 23 anos de idade até ao dia 31 de Dezembro do ano que antecede a realização das provas.

*Não abrangidos pelo Estatuto de Estudante Internacional

Estas provas são elaboradas e avaliadas pelo Instituto Politécnico da Maia. Não são admitidos à inscrição para realização das provas os maiores de 23 anos que sejam titulares de habilitação de acesso ao ensino superior.

  • Cartão do Cidadão ou Bilhete de Identidade e cartão de Contribuinte;

  • Fotografia tipo passe;

  • Curriculum Vitae (académico e profissional);

  • Ficha Pré-Requisitos (se aplicável);

  • Certificados de Habilitações.

As componentes obrigatórias da avaliação fixadas na legislação, são pela ordem que se apresentam:

  • Apreciação do currículo escolar e profissional do candidato;

  • Realização de provas teóricas e ou práticas de avaliação dos conhecimentos e competências considerados indispensáveis ao ingresso e progressão no curso, sem prejuízo do cumprimento dos pré-requisitos exigidos para acesso ao curso de Treino Desportivo.  A prova de avaliação não deverá exceder 90 minutos, obedecendo a sua classificação a uma escala numérica de zero a vinte valores.
    Avaliação das motivações do candidato, que é feita, através da realização de uma entrevista, válida para todos os cursos incluídos na mesma área de estudo (CTICE - Classificação Internacional Tipo da Educação). A entrevista deverá ter a duração entre 15 a 30 minutos.

As provas são realizadas em horário pós-laboral.

Para efeito de certificação, prevista no artigo 45.º do Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de Março, assim como do Decreto-lei n.º 107/2008, de 25 de Junho, os alunos que ingressaram nos cursos em funcionamento no IPMAIA, «maiores de 23 anos», deverão proceder à entrega de documentos comprovativos da experiência profissional que possuem, devendo os mesmos ser autenticados pelas entidades onde foram prestados os respetivos serviços ou demonstradas as competências adquiridas.

Os documentos que consideram de interesse para o efeito, deverão ser entregues na Secretaria do IPMAIA com o requerimento

A inscrição e a realização das provas de ingresso bem como a candidatura aos cursos de licenciatura implicam o pagamento de uma propina única estabelecida anualmente pela entidade instituidora do IPMAIA.

Os candidatos que se inscreverem em mais do que uma prova teórica e ou prática pagam a referida propina acrescida de uma taxa variável calculada em função do número de provas a efetuar e dos cursos a que concorrerem, se estão ou não inseridos na mesma área de estudos CITE (Classificação Internacional de Tipo da Educação).

A taxa é calculada da seguinte forma:

(NP-1)*50€+(NAE-1)*50€

NP=número de provas teóricas e ou práticas em que o candidato se inscreve.

NAE=número de área de estudo em que se encontram inseridos os cursos a que o candidato concorre.

O IPMAIA procura ajudar a financiar os estudos (propinas), pelo que promove um conjunto de apoios financeiros, tais como protocolos, bolsas e financiamento.