CTeSP

Redes e Sistemas Informáticos

Escola Superior de Tecnologia e Gestão

Coordenador de Curso

Dílio Adalberto da Rocha

Áreas Relevantes

 A habilitação na(s) área(s) relevante(s) para este curso (Art.º 40º-F do D.L. n.º 65/2018), deve ser comprovada com a aprovação na seguinte disciplina, atestada no certificado do ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente.

  • Informática ou
  • Matemática


Registo na DGES

Registo na DGES: R/Cr 364/2015

Área de Educação e Formação (CNAEF)

481 - Ciências Informáticas

Publicação em Diário da República

Aviso n.º 10364/2017 - D.R. 2.ª série, n.º 174, de 8 de setembro de 2017

Avaliação do Ciclo de Estudos

Descrição

O presente Curso Técnico Superior Profissional (CTeSP) constitui uma oferta formativa de natureza profissional, lecionado no âmbito do ensino superior politécnico, com uma duração de 4 semestres letivos, correspondentes a 120 ECTS.
O CTeSP organiza-se segundo as componentes da formação geral e científica, técnica e em contexto de trabalho (estágio), obtendo cada estudante, no final do curso, o Diploma de Técnico Superior Profissional, com o nível 5 do Quadro Europeu de Qualificações para a Aprendizagem ao Longo da Vida.
Tendo em vista o prosseguimento de estudos, os diplomados poderão beneficiar da atribuição de creditações.

Perfil Profissional

O Curso Técnico Superior Profissional em Redes e Sistemas Informáticos visa formar profissionais aptos para planear, instalar, configurar, administrar e fazer a manutenção e monitorização de redes e sistemas informáticos de apoio às diferentes áreas de organização, visando assegurar a gestão e funcionamento dos equipamentos informáticos e respetivas redes de comunicação.

Saídas Profissionais

Exercício de funções relativas à instalação, configuração e administração de redes e serviços de comunicação; instalação, configuração e administração de servidores aplicacionais; planeamento e projeto de redes e sistemas informáticos.

Empregabilidade

Na sequência do trabalho encetado pelos gabinetes GEPAQ/GE para acompanhamento do percurso profissional dos seus diplomados, a instituição desenvolve desde o ano de 2018, um estudo transversal através da aplicação de um questionário, de periodicidade trianual, com uma estrutura de observação regular da situação de emprego dos diplomados do IPMAIA.

Apresenta-se no seguinte link, os painéis de indicadores estatísticos que resultam desse estudo.

Relatório do Inquérito aos Diplomados do Curso de CTESP - Redes e Sistemas Informáticos.

O Portal InfoCursos da Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC) apresenta, também, dados e estatísticas sobre a empregabilidade do curso através do seguinte link.

Condições de Acesso

  1. Os titulares de um curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente.
  2. Os que tenham sido aprovados nas provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos (D.L. n.º 64/2006, de 21 de março).
  3. Titulares de um diploma de especialização tecnológica, de um diploma de técnico superior profissional ou de um grau de ensino superior.

Propinas/Bolsas e financiamento

​O IPMAIA procura ajudar a financiar os estudos (propinas​​), pelo que promove um conjunto de apoios financeiros, tais como protocolos, bolsas e financiamento.



Prosseguimento de Estudos - Licenciaturas

A formação adquirida no CTeSP confere as seguintes creditações, no caso de prosseguimento de estudos:

Com a conclusão de um CTeSP, a candidatura a uma licenciatura do IPMAIA está condicionada à aprovação numa prova de ingresso específica, a realizar nesta instituição. Para o CTeSP de Redes e Sistemas Informáticos, verifique acima quais as licenciaturas do IPMAIA às quais se pode candidatar com dispensa da realização dessa prova de ingresso.

Notas:

a) Ao estudante que pretenda candidatar-se a uma licenciatura do IPMAIA e tenha que realizar a prova de ingresso específica, ser-lhe-á facultada uma preparação adequada no decorrer da lecionação do CTeSP.
b) O estudante que pretenda candidatar-se a uma licenciatura do ISMAI (ensino universitário) e que tenha de realizar o Exame Nacional do Ensino Secundário, exigido para ingressar na licenciatura em causa, poderá, mediante uma taxa a definir, frequentar aulas de preparação para esse exame nacional, no decorrer da lecionação do CTeSP.​

(*)No prosseguimento de estudos para a licenciatura em Tecnologias de Informação, Web e Multimédia, os alunos que não tenham tido aprovação na prova de ingresso de Matemática A (19) no ensino secundário, terão de frequentar uma unidade curricular adicional de "Complementos de Matemática", cuja frequência é gratuita, independentemente de terem tido, ou não, dispensa da prova de ingresso desta licenciatura.

Interessado?

Candidata-te aqui