Estudantes Internacionais

Ensino de qualidade reconhecido internacionalmente.

​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​Temos o prazer de te dar a conhecer o Instituto Politécnico da Maia – IPMAIA e esperamos ser distinguidos com a tua preferência pelo nosso Instituto Politécnico.

No IPMAIA encontrarás não só um ensino de qualidade superior, mas também um amplo e moderno campus universitário, com excelentes acessos, incluindo o Metro, que termina na estação com o nome ISMAI, e onde se vive um ambiente fortemente marcado por tecnologias de ponta, para além de grande proximidade com os alunos, quase famíliar.

Os cursos do IPMAIA são de qualidade reconhecida a nível nacional e internacional, estando todos acreditados pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior e são lecionados por um corpo docente altamente qualificado.

A comunidade académica beneficia de excelentes infraestruturas, transportes e equipamento tecnológico de ponta. Para a conveniência da comunidade académica, o IPMAIA está aberto 24 horas por dia, 365 dias por ano. A estação de metro ISMAI fica a 2 minutos do IPMAIA e o aeroporto Francisco Sá Carneiro a 15 minutos do IPMAIA.

Os alunos do IPMAIA contam com apoio personalizado do Gabinete de Relações Internacionais, que está sempre disponível para prestar o apoio necessário à sua integração na comunidade académica.

Esperamos receber-te em breve no IPMAIA.


Oferta formativa

Escolhe a formação que se adapta a ti, CTeSP ou Licenciatura.

Saber mais

Candidaturas Estudante Internacional

Datas de candidatura e documentação necessária.

Saber mais

Perguntas Frequentes

O Estudante Internacional é o estudante que não tem a nacionalidade portuguesa nem de outro estado membro da União Europeia.
NÃO SÃO considerados estudantes internacionais, abrangidos pelo Estatuto de Estudante Internacional: 

  1. Os nacionais de um Estado membro da União Europeia;
  2. Os familiares de portugueses ou de nacionais de um Estado membro da União Europeia, independentemente da sua nacionalidade;
  3. Os que, não sendo nacionais de um Estado membro da União Europeia e não estando abrangidos pela alínea anterior, residam legalmente em Portugal há mais de dois anos, de forma ininterrupta, em 1 de janeiro do ano em que pretendem ingressar no ensino superior, bem como os filhos que com eles residam legalmente;
  4. Os que sejam beneficiários, em 1 de janeiro do ano em que pretendem ingressar no ensino superior, de estatuto de igualdade de direitos e deveres atribuído ao abrigo de tratado internacional outorgado entre o Estado Português e o Estado de que são nacionais;
  5. Os que requeiram o ingresso no ensino superior através dos regimes especiais de acesso e ingresso regulados pelo Decreto-Lei n.º 393-A/99, de 2 de outubro, alterado pelo Decreto-Lei n.º 272/2009, de 1 de outubro.
  1. Para efeitos do disposto na alínea b), são familiares os que assim forem considerados nos termos da Lei n.º 37/2006, de 9 de agosto, designadamente:
    1. O cônjuge de um cidadão da União;
    2. O parceiro com quem um cidadão da União vive em união de facto, constituída nos termos da lei, ou com quem o cidadão da União mantém uma relação permanente devidamente certificada, pela entidade competente do Estado membro onde reside;
    3. O descendente direto com menos de 21 anos de idade ou que esteja a cargo de um cidadão da União, assim como o do cônjuge ou do parceiro na aceção da alínea anterior;
    4. O ascendente direto que esteja a cargo de um cidadão da União, assim como o do cônjuge ou do parceiro na aceção da alínea b).
    5.  
Podem candidatar-se à matrícula e inscrição nas licenciaturas do IPMAIA os estudantes internacionais: 
  • Titulares de uma qualificação que dê acesso ao ensino superior, entendida como qualquer diploma ou certificado emitido por uma autoridade competente que ateste a aprovação num programa de ensino de nível secundário desse país e lhes confira o direito de se candidatarem e poderem ingressar no ensino superior no país em que foi conferido;
  • Titulares de um diploma de ensino secundário português ou de habilitação legalmente equivalente.​

Anualmente são definidas provas de ingresso necessárias para a candidatura a cada curso de licenciatura. 

Os candidatos internacionais terão que comprovar, através de prova documental, que possuem conhecimentos das matérias das provas de ingresso fixadas para o ciclo de estudos em causa no âmbito do regime geral de acesso e ingresso.

Para o efeito, podem ser considerados para candidatura os seguintes exames:

    1. Brasil: ENEM (Exame Nacional de Ensino Médio);
    2. China: Gaokao;
    3. Colômbia: Examen de Estado – Instituto Colombiano para la Evaluación de la Educación (ICFES);
    4. Indonésia: Certificado do Ensino Secundário (Ijazah Sekolah Menengah Atas, SMA) + exame estatal (Surat Keterangan Hasil Ujian Nasional);
    5. México: Bachiller ou Bachiller Técnico + EXANI II - prova de ingresso pelo Centro Nacional de Evaluación para la Educación Superior- (Ceneval)
    6. Turquia: Undergraduate Placement Examination (LYS).

- OU poderá ser exigida a realização de provas de ingresso no IPMAIA.

As qualificações necessárias para a candidatura deverão ser comprovadas através de: 

  • Declaração, emitida pelos serviços oficiais de educação do país de origem (quando necessário, traduzida para português ou inglês), atestando que a habilitação secundária de que são titulares, obtida nesse país, é suficiente para aí ingressar no ensino superior oficial em cursos congéneres daqueles a que se pretendem candidatar OU certificado de equivalência ao ensino secundário português emitido por uma entidade nacional competente; 
  • Prova documental do conhecimento das matérias das provas de ingresso definidas para o curso em questão. Para o efeito, podem ser considerados para candidatura os seguintes exames:
    1. Brasil: ENEM (Exame Nacional de Ensino Médio);
    2. China: Gaokao;
    3. Colômbia: Examen de Estado – Instituto Colombiano para la Evaluación de la Educación (ICFES);
    4. Indonésia: Certificado do Ensino Secundário (Ijazah Sekolah Menengah Atas, SMA) + exame estatal (Surat Keterangan Hasil Ujian Nasional);
    5. México: Bachiller ou Bachiller Técnico + EXANI II - prova de ingresso pelo Centro Nacional de Evaluación para la Educación Superior- (Ceneval)
    6. Turquia: Undergraduate Placement Examination (LYS).

    OU poderá ser exigida a realização de provas de ingresso no IPMAIA


N..B.
• Nos documentos tem de constar a escala de classificação e a classificação final obtida no programa de ensino;
• Para a candidatura, os documentos podem ser submetidos através de plataforma eletrónica. No ato da matrícula, os/as estudantes têm, obrigatoriamente, que apresentar os documentos originais autenticados com a Apostilha de Haia do país onde os mesmos foram emitidos. No caso de países não aderentes à Convenção de Haia, os documentos têm que ser autenticados pela autoridade diplomática portuguesa do país onde foram emitidos os documentos.
• Os documentos que não estejam redigidos em Português ou Inglês deverão ser traduzidos para uma destas línguas (tradução certificada). Poderão ser considerados para candidatura documentos em Francês ou Espanhol).

Os exames considerados para candidatura às licenciaturas do IPMAIA são:

  • Turquia: Undergraduate Placement Examination (LYS)
  • Brasil: ENEM - Exame Nacional de Ensino Médio
  • China: Gaokao
  • Colômbia: Examen de Estado - Instituto Colombiano para la Evaluación de la Educación (ICFES)
  • Indonésia: Secondary school certificate (Ijazah Sekolah Menengah Atas, SMA) + state exam (Surat Keterangan Hasil Ujian Nasional)
  • México: Bachiller ou Bachiller Técnico + EXANI II - prova de ingresso pelo Centro Nacional de Evaluación para la Educación Superior- (Ceneval)

Poderão ser considerados outros exames para candidatura, mediante análise dos mesmos pelo IPMAIA. 

Para usar o ENEM na candidatura a um curso de licenciatura do IPMAIA, deverá ter uma classificação mínima na prova do ENEM de 475 pontos.

Se não atingiu a nota mínima ou não realizou ENEM, pode candidatar-se aos cursos do IPMAIA realizando uma prova de ingresso institucional

As provas de ingresso são as definidas anualmente para cada curso no âmbito do regime geral de acesso  e estão disponíveis quer na página de cada curso quer no edital de abertura de candidaturas para estudantes internacionais.  Provas de Ingresso

O programa das provas é relativo aos programas do 10.º, 11.º e 12.º anos do ensino secundário português.

Programas e Metas Curriculares - Lista Alfabética

Os candidatos poderão usufruir de uma sessão de esclarecimento gratuita sobre o exame, que poderá ser solicitada aquando da candidatura.

Os candidatos de países não falantes da língua em que o curso é lecionado terão que comprovar que possuem conhecimentos da língua em que é lecionado o curso a que se candidatam. Para tal, deverão apresentar prova documental dos seus conhecimentos linguísticos E/OU realizar provas no IPMAIA

Sim. Os candidatos poderão usufruir de uma sessão de esclarecimento gratuita sobre a prova, que poderá ser solicitada aquando da candidatura.

  1. Os candidatos são seriados, por ciclo de estudos, através da atribuição de uma nota de candidatura na escala de 0 a 200 pontos, calculada com base na ponderação seguinte:
    1. 65% respeitante à classificação obtida no programa de ensino que confere aos estudantes internacionais o direito de se poder candidatar e poder ingressar no ensino superior do país em que foi conferido ou à classificação final obtida no ensino secundário português ou à obtida na habilitação legalmente equivalente;
    2. 35% respeitante à classificação obtida nos exames ou respeitantes à classificação da prova documental a que se refere o número 5 do artigo 3.º. do Regulamento de Aplicação do Estatuto do Estudante Internacional do Instituto Politécnico da Maia - IPMAIA.
  2. A con versão da classificação obtida no programa a que se refere a alínea a) do número anterior para a escala de 0 a 200 pontos é realizada com base na classificação final obtida no referido programa e na escala de classificação constantes nos documentos estrangeiros previstos no nº 3 do artigo 3.º do Regulamento de Aplicação do Estatuto do Estudante Internacional do Instituto Politécnico da Maia - IPMAIA.
  3. As classificações mínimas fixadas para o ingresso são:
    1. Exame escrito, eventualmente complementado por exame oral ou prático - 95 pontos;
    2. Nota de candidatura – 95 pontos.
  4. Os candidatos serão ordenados por ordem decrescente das notas de candidatura, sendo a sua colocação concretizada nas vagas existentes.
  5. As listas de colocação são tornadas públicas e os resultados expressos da forma seguinte:
    1. Admitido;
    2. Não admitido;
    3. Excluído.
O candidato deverá submeter preencher o Boletim de Candidatura, submetê-lo juntamente com os documentos necessários, eletronica ou presencialmente, à Secretaria do IPMAIA, e pagar os emolumentos devidos.
No ato de matrícula, o estudante terá que apresentar os originais dos documentos, e, na situação de diplomas estrangeiros, reconhecidos por autoridade diplomática ou consular portuguesa ou apresentados com a Apostilha de Haia pela autoridade competente do Estado de onde é originário o documento. 
Os documentos em língua estrangeira deverão estar traduzidos (tradução certificada) para português ou inglês.
Poderá ser considerada a aceitação de documentos em francês e espanhol.​
  • Boletim de candidatura
  • 1 Fotografia
  • Fotocópia do Documento de Identificação
  • Fotocópia do Número de Identificação Fiscal
  • Comprovativo do ensino secundário completo;
  • Declaração, emitida pelos serviços oficiais de educação do país de origem (quando necessário, traduzida para português ou inglês), atestando que a habilitação secundária de que são titulares, obtida nesse país, é suficiente para aí ingressar no ensino superior oficial em cursos congéneres daqueles a que se pretendem candidatar OU certificado de equivalência ao ensino secundário português emitido por uma entidade nacional competente;
  • Comprovativo da realização de provas de acesso ao ensino superior OU de nível do 10º, 11º e/ou 12º que demonstrem conferir conhecimentos necessários no âmbito deste concurso (para o que necessitará dos programas das provas e/ou disciplinas)​;
  • Comprovativo do conhecimento da(s) língua(s) em que o curso a que se candidata é lecionado​;
  • Autodeclaração, sob compromisso de honra, de que o candidato não tem nacionalidade portuguesa nem está abrangido por nenhuma das condições que impedem a candidatura a este concurso, conforme o disposto no Decreto-Lei n.º36/2014, de 10 de março, alterado pelo Decreto-Lei n.º 113/2014 de 16 de julho e no Regulamento de Aplicação do Estudante Internacional do Instituto Politécnico da Maia – IPMAIA​;
  • Comprovativo da realização de pré-requisitos, se aplicável.
Importante: 
  • Nos documentos tem de constar a escala de classificação e a classificação final obtida no programa de ensino;
  • Os originais dos documentos deverão ser apresentados no ato da matrícula e deverão estar reconhecidos pela autoridade diplomática ou consular portuguesa ou apresentados com a Apostilha de Haia pela autoridade competente do Estado de onde é originário o documento;
  • Os documentos originais que não estejam em língua portuguesa ou inglesa deverão ser apresentados traduzidos para Português ou Inglês, devendo a tradução ser reconhecida por autoridade competente. 

Poderá ser considerada a aceitação de documentos em francês e espanhol.​

O prazo para candidaturas é fixado anualmente, através de edital de abertura de candidaturas. Normalmente a primeira fase de candidaturas inicia em janeiro, mas pode variar.
Qualquer informação relativa a candidaturas poderá também ser obtida através do email ​info@ipmaia.pt​
Os valores a pagar pela candidatura, matrícula e propina anual são fixados pela Maiêutica, Cooperativa de Ensino Superior, CRL, entidade instituidora do IPMAIA. 
O candidato poderá consultar a tabela de preços no site do IPMAIA ou solicitar informação por email para
info@ipmaia.pt​​

O número de vagas para cada curso é fixado anualmente e disponibilizado no site do IPMAIA.​

Não; os estudantes internacionais não podem candidatar-se através do concurso especial para maiores de 23 anos.

Sim, o IPMAIA promove iniciativas destinadas à integração académica e social dos estudantes admitidos, organizando as ações que se revelem adequadas, nomeadamente nos domínios da língua e da cultura, incluindo uma visita aos locais de maior importância cultural e de relevo económico na área metropolitana do Porto.
Uma dessas inciativas inclui o Welcome Day.
 
 
 
 
Documentos

Os documentos têm que estar autenticados com a Apostilha de Haia do país onde os mesmos foram emitidos. No caso de países não aderentes à Convenção de Haia, os documentos têm de ser autenticados pela autoridade diplomática portuguesa nesse país.   

Podes contar com o apoio permanente e personalizado da equipa do IPMAIA em todos os momentos. Ajudamos-te com todos os procedimentos de candidatura, procura de alojamento e integração na comunidade regional e académica.
Estudantes Internacionais + Info 
Informações Úteis - Perguntas Frequentes
Saber mais
Contactos
Secretaria
Email:info@ipmaia.pt
Lina Azul:+351 808 203 710​​