Candidaturas 2019/2020

Estudantes Internacionais

1ª Fase Candidaturas 
1ª Fase Candidaturas: 21 de janeiro a 8 de fevereiro de 2019 (21/01/2019 a 8/02/2019)
Realização de provas no IPMAIA (se aplicável):  20 de fevereiro de 2019 (20/02/2019) às 15h15
Resultados da Candidatura até/before 28 de fevereiro de 2019 (27/02/2019)                     
2ª Fase Candidaturas (vagas sobrantes)
2ª Fase Candidaturas: 01 de fevereiro a 05 de abril de 2019 (01/03/2019 a 05/04/2019)
Realização de provas no IPMAIA (se aplicável):  29 de abril de 2019 (29/04/2019) às 15h15
Resultados da Candidatura até/before 3 de maio de 2019 (03/05/2019)
3ª Fase Candidaturas (vagas sobrantes)​
3ª Fase Candidaturas: 06 de maio a 31 de maio de 2019  (06/05/2019 a 31/05/2019)
Realização de provas no IPMAIA (se aplicável): 12 de junho de 2019 (12/06/2019) às 15h15
Resultados da Candidatura até/before 21 de junho de 2019 (21/06/2019) 
4ª Fase Candidaturas (vagas sobrantes)
4ª Fase Candidaturas: 24 de junho a 05 de julho de 2019 (24/06/2019 a 05/07/2019)
Realização de provas no IPMAIA (se aplicável): 17 de julho de 2019 (17/07/2019) às 15h15
Afixação de Resultados até/before 26 de julho de 2019 (26/07/2019)  
5ª Fase Candidaturas  (vagas sobrantes)
4ª Fase Candidaturas:  29 de julho a 30 de agosto de 2019
Realização de provas no IPMAIA (se aplicável): 09 de setembro de 2019 (09/09/2019) às 15h15
Afixação de Resultados até/before 13 de setembro de 2019   (13/09/2019)

​Nota

Há a expetativa de aumentar o número de vagas.

Candidaturas - Documentos a entregar
Boletim de candidatura (Serviços administrativos do IPMAIA)  Boletim Candidtura Licenciatura  Boletim Candidtura Mestrado
Fotografia tipo passe
 Fotocópia do Documento de Identificação / Passaporte
 Fotocópia do Número de Identificação Fiscal (Brasil:CPF).
 Comprovativo do ensino secundário completo (Brasil: certificado de conclusão do ensino médio e histórico do ensino médio).
Declaração emitida pelos serviços oficiais de educação do país de origem (em português ou inglês) atestando que a habilitação secundária é suficiente para entrar em cursos congéneres no país de origem OU Certificado de equivalência ao ensino secundário português emitido por uma entidade nacional competente. 
Se tiver realizado provas de acesso ao ensino superior no país de origem: comprovativo da realização das mesmas, com classificação (por exemplo: ENEM; Gaokao, Examen de Estado del Instituto Colombiano para la Evaluación de la Educación (ICFES)).
Se não for nativo de um país falante da língua em que o curso a que se candidata é lecionado: comprovativo de conhecimento da língua em que o curso é lecionado.
Autodeclaração, sob compromisso de honra, de que o candidato não tem nacionalidade portuguesa nem está abrangido por nenhuma das condições que impedem a candidatura a este concurso, conforme o disposto no Decreto-Lei n.º36/2014, de 10 de março, alterado pelo Decreto-Lei n.º 113/2014 de 16 de julho e no Regulamento de Aplicação do Estudante Internacional do Instituto Politécnico da Maia – IPMAIA;
Comprovativo da realização de pré-requisitos, se aplicável​;
 Nos certificados de qualificações deverão constar a escala de classificações e a nota final obtida no curso.
 Os documentos têm de estar autenticados com a Apostilha de Haia do país onde os mesmos foram emitidos. No caso de países não aderentes à Convenção de Haia, os documentos têm de ser autenticados pela autoridade diplomática portuguesa nesse país.
  Os documentos originais que não estejam em língua portuguesa ou inglesa deverão ser apresentados traduzidos para Português ou Inglês, devendo a tradução ser reconhecida por autoridade competente. Poderá ser considerada a aceitação de documentos em francês e espanhol.  
Documentos
Os documentos têm que estar autenticados com a Apostilha de Haia do país onde os mesmos foram emitidos. No caso de países não aderentes à Convenção de Haia, os documentos têm de ser autenticados pela autoridade diplomática portuguesa nesse país.   
Tens dúvidas?
Então contacta-nos, nós responderemos logo que seja possível.